Reduza 50% do tempo de triagem de currículos com a inteligência artificial do Pandapé

Agende uma apresentação
Recrutamento e Seleção

6 passos para implementar um programa de indicação

6 passos para implementar um programa de indicação

Entenda como funciona o programa de indicação e as vantagens de implementar esse processo

Nunca se falou tanto sobre o papel do RH para o sucesso das corporações. Sem dúvidas, os processos de recrutamento e seleção são fundamentais nesse caminho.

Escolher o perfil certo para compor uma equipe é um dos desafios dos recrutadores. Nesse cenário, implementar um programa de indicação, ou seja, contar com o apoio de todos os colaboradores, pode ser uma das soluções.

Embora o setor de recursos humanos conta com diversas metodologias e ferramentas para aprimorar as contratações. Garantir a contratação do profissional certo pode gerar certa dificuldade, por isso diversas empresas usam de programa de indicação.

Ou seja, o programa de indicação é uma forma eficiente de se contratar, seja para vagas internas ou externa, a percepção dos colaboradores pode atrair ótimos profissionais. Além de otimizar os processos de recrutamento e seleção e impulsionar o engajamento interno.

Logo que, observando os pontos já apresentados, fica claro que o programa de indicação é uma ferramenta importante para a estratégias de contratações e fortalecimento da cultura organizacional. Nesse artigo vamos revelar os métodos e vantagens do programa de indicação, continue a leitura!

O que é um programa de indicação?

Em resumo, o programa de indicação, é um recurso utilizado nos recrutamentos que conta com recomendações dos colaboradores para preencher as vagas abertas. Certamente, essa é uma metodologia que além de facilitar a escolha do novo profissional, também auxilia na criação de um banco de currículos.

Além disso, o programa de indicação é um recurso que aumenta o engajamento interno e otimiza o recrutamento. Como ainda, poder ser implementado em processos seletivos internos e externos, e em empresas de todos os portes.

Sem dúvidas, é importante compreender que o programa de indicação não elimina as etapas estabelecidas para processos seletivos comuns, apenas certifica uma recomendação ao RH. Em conclusão, no programa de indicação de diversas empresas, é comum que o funcionário que indica outro profissional, receba uma recompensa quando o mesmo é contatado.

Como funciona o programa de indicação?

Como mencionamos, o programa de indicação tem como objetivo permitir que os colaboradores indiquem outros profissionais para participar dos processos seletivos.

Na prática, existem algumas formas de promover tais indicações. E tudo depende da estruturação e organização do setor de recursos humanos.

Seguindo o habitual, em oportunidades externas ou internas, o RH anuncia a vaga em seus canais de recrutamento.

Como se pode ver, no programa de indicação, o ideal é que antes da vaga ser amplamente divulgada, os colaboradores tenham conhecimento prévio. E com isso, a possibilidade de formalizar ao RH a indicação de um profissional.

Comunicar a vaga inicialmente aos colaboradores mostra a valorização da equipe para preencher a oportunidade. Mas, além disso, quando o funcionário já conhece as demandas da empresa, as chances de encontrar o candidato certo, em menos tempo, aumentam.

Outro fato importante, é que em muitos momentos conhecemos profissionais com as habilidades corretas, mas também com interesse em fazer parte da corporação.

Por consequência, um profissional que admira a marca e é indicado ou convidado para participar do processo seletivo, tende a se relacionar cada vez mais com a empresa. Ou seja, para o RH esse é um fator que impulsiona a marca empregadora, e possibilita a criação de um banco de currículos.   

Saiba como gerenciar a marca empregadora em meio a crises

Formato de programa de indicação

No formato exclusivamente interno, o programa de indicações, tem como objetivo permitir a recomendação para:

  • Promoções;
  • Aumentos;
  • Mudanças de setores.

Aqui, o programa de indicações é uma técnica positiva para promover a valorização interna, seja das capacidades ou da opinião de cada colaborador. Com isso, é possível aumentar a produtividade e o sentimento de pertencimento, além de preencher a vaga com um profissional alinhado ao fit cultural.

Efetivamente, o RH deve ter em mente que o funcionamento do programa de indicações é simples e eficiente. Com as regras bem definidas e um job description que contemple todas as exigências para a vaga, basta divulgar aos colaboradores pelo e-mail corporativo ou outros canais internos.

É interessante também solicitar uma justificativa para indicação, assim o setor de recursos humanos consegue entender melhor os motivos da recomendação. Para facilitar o processo no programa de indicação e candidaturas é interessante contar com um software que armazene e organize essas informações.

O programa de indicação na prática

Ante de mais nada, ao implementar um programa de indicação na sua empresa, é preciso ter em mente que esse é um modelo que funciona melhor com um RH estruturado. Ou seja, as estratégias e definições precisam ser bem definidas para evitar falhas e favoritismos.

Com citamos, é fundamental ter as regras claras, mas além disso, o programa de indicação deve fazer parte do dia a dia e da cultura da empresa. Assim, ao divulgar uma vaga para indicações fica mais claro a consciência dos colaboradores dos seguintes pontos:

  • Entender as qualificações necessárias para a vaga;
  • Identificar a adequação ao perfil da empresa;
  • Reconhecer se o profissional tem interesse na oportunidade;

Com isso em mente, os colaboradores conseguem avaliar melhor suas indicações, garantindo maior assertividade para o programa de indicação.  Antes de continuarmos, queremos reforçar que a indicação não deve substituir as etapas do processo. A aprovação habitual é importante para avaliar a aderência e adequação do candidato.

6 passos para adotar o programa de indicação na sua empresa

Determine o perfil e critérios para indicação

Antes de mais nada é preciso criar as normas para o programa de indicação, por isso o RH deve estabelecer os critérios para que um colaborador possa recomendar outro profissional. Seja prazo, limites de indicação, cargos que podem indicar, entro outros.

Nessa etapa de estruturação, ao individualizar para cada vaga, é importante definir também o perfil do candidato, competências profissionais e acadêmicas, habilidade socioemocionais, e quais quer outros critérios que o RH julgue necessário.

Avaliação individual de quem indica

Para um programa de indicação eficiente é importante levar em consideração a credibilidade do colaborador. Essa etapa não tem como objetivo classificar o quando de colaboradores, mas sim avaliar sua trajetória dentro da corporação. Ou seja, os profissionais com melhor reputação dentro da empresa tendem a ter maior confiança por parte do RH para as indicações.

Para avaliar, o RH pode considerar o tempo de empresa, o crescimento profissional ou os conhecimentos sobre a instituição. Essa não é uma medida que garante o sucesso da contratação, mas impulsiona a cultura organizacional, a produtividade e boas práticas entre os colaboradores.

Comunicação efetiva

Para reforçar a marca empregadora, a comunicação é sempre um fator importante. No programa de indicação, alinhar sempre os valores objetivos da empresa possibilita maior assertividade nas recomendações. Por isso, é fundamental que os colaboradores identifiquem cultura organizacional em todas as ações da empresa.

Além disso, também é preciso atenção com a comunicação ao divulgar a vaga e determinar os critérios de indicação, evitando possíveis erros. Por consequência, a comunicação transparente, e que conscientize a importância do programa de indicação tem como resultado o sucesso do processo, aumentando a aderência dos colaboradores.

Simplifique o processo

Criar um clima favorável e agradável aos colaboradores para o engajamento no programa de indicação é também um fato importante. Nesse cenário é preciso levar em consideração a usabilidade do processo, facilitando ao máximo a estrutura.  Ou seja, desburocratizar as etapas para fomentar a aderência.

Bonificação para boas indicações

Uma outra forma de fomentar o programa de indicação utilizado em muitas empresas são as estratégias de bonificação e reconhecimento.  Funciona da seguinte forma, quando um profissional indicado a uma oportunidade é aprovado, o colaborador responsável pela indicação recebe alguma forma de reconhecimento.

Não necessariamente a bonificação precisa ser financeira, isso quem determinará previamente é o RH, de acordo com as possibilidades de premiação. Por exemplo, um clube de benefícios ou até mesmo uma folga.

Feedback constante

Por fim, o programa de indicação deve levar em conta, como nos processos seletivos, os feedbacks. É importante garantir o retorno aos colaboradores que participaram do programa, informando o motivo da aprovação ou não. Essa ação tem como objetivo alinhar as expectativas para vagas futuras e manter o engajamento dos colaboradores.

Vantagens de inserir um programa de indicação em sua empresa

  • Facilidade no recrutamento e seleção: Um dos principais benéficos do programa de indicação está relacionado a facilidade do RH para atrair os candidatos com maior aderência e potencial para a vaga.
  • Prazo para fechamento de vaga: Com as indicações o tempo de divulgação da vaga e atração dos candidatos é reduzido de forma significativa, tendo impacto no prazo de fechamento da vaga.
  • Menor custo por contratação: Diminuir o tempo de contratação, e muitas vez não divulgar a vaga em canais tradicionais, é uma das formas de ter ganhos econômicos com os processos.
  • Mais engajamento do novo colaborador: Ao ser indicado a uma posição o novo colaborador tende a desenvolver um sentimento maior de pertencimento, e por isso, um engajamento maior.
  • Maior retenção de talentos: O sentimento engajamento que a indicação proporciona ao novo colaborador é também um ponto importante para a retenção desse profissional, que já está alinhado ao fit cultural.
  • Qualidade no processo seletivo: Aqui dois fatores são levados em consideração, a redução de tempo com o processo e a sondagem dos colabores para encontrar o candidato certo.
  • Melhorias no ambiente organizacional: Nesse caso, tanto os colaboradores que indicam, quanto os novos funcionários, desenvolvem uma motivação diária positiva, além da proximidade dos profissionais fora da empresa.

Qual o retorno de um programa de indicação?

Ao adotar um programa de indicação as empresas estão colocando o colaborador em uma posição importante para o crescimento do negócio. Ou seja, valorizar as percepções e recomendações internar. Isso mostra a parceria que a empresa busca estabelecer com o funcionário.

Essa é uma forma efetiva de trabalhar a cultura organizacional, mas também é um recurso que auxilia o RH a contratar melhor. Além disso, as indicações costumam preencher os gaps e assim desenvolver equipes de alta performance.

Solução do Pandapé para seu programa de indicação

Uma das funções do Pandapé, ATS desenvolvido pelo Infojobs, tem como objetivo simplificar e organizar o programa de indicação. O recurso é chamado de ação de lead, e compreende por uma aba que os profissionais com acesso ao software conseguem preencher um cadastro de indicação.

Basicamente, o colaborador deve enviar ao RH o nome, sobrenome e e-mail da pessoa que deseja recomendar ao programa de indicação. Com isso em mãos, os recrutadores conseguem convidar o profissional para participar do processo seletivo, sendo esse um potencial candidato ao aceitar.

Programa de indicação PandaPé

Essa é apenas uma das soluções que o Pandapé entrega ao RH, para otimizar, centralizar, humanizar e agilizar os processos de recrutamento e seleção. Priorizando sempre a melhor usabilidade para os recrutadores promoverem boas experiências aos candidatos.