Reduza 50% do tempo de triagem de currículos com a inteligência artificial do Pandapé

Agende uma apresentação
RH Estratégico

Business Agility aplicado ao RH: como o setor pode atuar de forma ágil

Business Agility aplicado ao RH: como o setor pode atuar de forma ágil

Entenda como o setor de RH pode utilizar as estratégias de Business Agility e manter as empresas prontas para diversas situações

As empresas estão passando por processos mudanças para atender as novas demandas competitivas. Devido as transformações impulsionadas pelo avanço tecnológico junto com a Inteligência Artificial.

Nesse contexto, o Business Agility pode ser uma estratégia eficiente, ou seja, aprimorando a capacidade de se adaptar aos novos cenários de forma ágil e constante para absorver as novas tecnologias e formas de consumo.

Mais do que nunca acompanhamos transformações e mudanças repentinas, seja com pandemias como a do COVID-19, que transformou completamente os hábitos sociais, ou por qualquer outra novidade no mercado.

Esses são alguns pontos que podem comprometer a estabilidade das empresas, o que gerar dúvidas, incertezas e falhas, além de dificultar as previsões para o futuro.

Assim, uma das principais formas de estar preparado para essas mudanças é colocar em prática o Business Agility. Com esse pensamento, as empresas que possuem a capacidade de ser ágil, em todos os setores, tendem a superar as crises e ter maior sucesso em suas ações.

O que é o Business Agility?

Para começar, traduzido do inglês, Business Agility significa agilidade nos negócios, e refere-se à capacidade de uma organização responder rapidamente as mudanças do mundo, adaptando seus processos. Em outras palavras, trata-se da necessidade de se adaptar a um mercado cada vez mais ágil, sendo um processo para atender as novas demandas e exigências do consumidor.

O termo Business Agility muitas vezes é associado com as áreas de tecnologia, e as equipes que desenvolvem os produtos, devido a autonomia, no entanto, esse é um conceito que deve ser considerado como uma mentalidade da empresa.

Este conceito é basicamente um método para fazer com que a empresa pense e atuem de maneira ágil. Ou seja, esse é uma metodologia de agilidade para todo o negócio, observando as novas tendências e desafios, com foco na entrega de valor. Contudo, cabe primeiro ao setor de recursos humanos também ter esse perfil, a fim de direcionar e orientar as demais equipes.

O Business Agility pode ser usado para se adaptar e superar as mudanças de mercado, mas também para mudar internamente os processos. Com isso, a corporação que apresenta o comportamento associado ao Business Agility consegue adequar os seus processos sempre que um desafio aparece, e assim atender o mercado atuando da melhor forma.

A importância do comportamento Business Agility

Atualmente, conseguimos analisar dados, tendências e padrões de consumo, estimando os os próximos acontecimentos que podem interferir dentro de cada setor. Ainda que esse cálculo seja com base em dados, eles podem trazer muitas variáveis devendo ser considerada, e por isso o comportamento Business Agility é fundamental.

É muito importante que todas as empresas tenham um plano estratégico claro, para traçar metas e pensar nas possíveis mudanças. Considerando sempre o macro ambiente incontrolável que pode impactar os negócios.

O que considerar para traçar suas estratégias de Business Agility?

  • Meio ambiente;
  • Comportamento humano;
  • Governo;
  • Economia;
  • Tecnologias.

Por isso, o plano deve ser flexível. Contar com a cultura de Business Agility como um método organizacional, auxilia a empresa e colaboradores a se adaptarem rapidamente as interferências externas, sem impactar na produtividade e resultados.

Essa estrutura ágil é o que vai impulsionar o seu negócio, com isso, o pensamento dos colaboradores também deve ser flexível, se adequando com maior facilidade as mudanças.

Esse é um comportamento que coloca em prática a responsividade da empresa, diante dos clientes e mercado. Afim de ajudar a enfrentar as mudanças do mercado e também na adaptação de dos serviços e colaboradores.

Outro ponto fundamental quando falamos de Business Agility é a entrega de valor, ou seja, o cliente está sempre em primeiro lugar, considerando suas experiências, sem comprometer a qualidade do produto ou serviço.

O papel do setor de recursos humanos para o Business Agility

Como vimos, o principal objetivo do Business Agility é aumentar a efetividade e entrega da empresa por meio da agilidade do negócio. Usando dados para direcionar melhor as decisões e ferramentas tecnológicas para facilitar os processos.

Para o setor de recursos humanos temos dois cenários importantes quando falamos de Business Agility. Primeiro, diz a respeito da atuação do próprio RH, considerando os processos seletivos, gestão de pessoas e gerenciamento da marca empregadora. Já o segundo, trata da responsabilidade de propagar o pensamento ágil na empresa.

Nos s processos do setor de recursos humanos

Aqui, estamos falando da necessidade do RH ter o pensamento e atuação de acordo com o Business Agility. Um exemplo pratico para ilustrar a importância do pensamento ágil para essa equipe é pensar na atração e retenção de talentos.

Imagine um profissional de extrema qualidade que está participando de diversos processos seletivos, nesse cenário, a demora de um feedback pode influenciar na contratação desse candidato por outra empresa, e assim o RH perde um talento promissor.

Esse é apenas um fator, e mostra a necessidade ser ágil durante todo o processo seletivo, considerando as principais etapas que podem ser otimizadas com a tecnologia de um ATS.

Vantagens de um ATS:

  • Divulgação da vaga;
  • Triagem de currículos;
  • Aplicação de testes;
  • Entrevistas com os perfis selecionados;
  • Comunicação entre recrutadores e requisitantes;
  • Feedbacks e aprovação.

Essas são algumas etapas que a Inteligência Artificial do Pandapé ATS, único ATS 100% integrado ao Infojobs que otimiza os processos de recrutamento e seleção. Por isso, o Business Agility do RH está relacionado a tecnologia.

Mas o pensamento ágil vai além disso, está relacionado a um comportamento e mindset, que considera toda a jornada de uma atividade.

O foco nas pessoas e na entrega de valor se mantem, e a tecnologia não deve ser apenas uma ferramenta, mas também um dos pilares, impactando em uma nova maneira de pensar, ou seja, saindo do mindset tradicional para o digital.

Para administrar essas inovações de maneira eficiente e econômica é fundamental que a tomada de decisões seja tomada com base nos dados. Dessa forma, a equipe de recursos humanos consegue direcionar o capital humanos para as estratégias que de fato vão trazer benéficos para a empresa.

Assim, o setor tem a capacidade de construir as melhores experiências, pensando nas ações que constroem o Business Agility, seja para os candidatos ou para os colaboradores.

Entenda como os dados apoiam a construção de experiências

Business Agility para transformar os processos da empresa

Aqui vamos entender qual o papel da área de recursos humanos para apoiar a ação ágil dos negócios. Como mencionamos o Business Agility trata-se também de mindset, por isso, contratações alinhadas a essas características são importantes.

Além disso, transformar as organizações para o contexto de agilidade é uma jornada, que vai além de aplicar métodos ágeis, é preciso também repensar a forma como a empresa olha o produto e o mercado, ter o foco no cliente, e uma visão de fora para dentro.

Aspectos importantes para se repensar:

  • Forma de trabalho;
  • Estrutura dos times;
  • Processos de apoio;
  • Ferramentas utilizadas;
  • Estratégias de talentos;
  • Cultura organizacional;
  • Engajamento da liderança.

A inovação deve estar no centro da estrutura Business Agility, e aqui vale lembrar que a inovação vem das pessoas, por isso mentorias de criatividade e hierarquias que permitem a sugestão de novas ideias são fundamentais nesse processo.

Aqui, o setor de recursos humanos precisa reconhecer quais são as habilidades dos funcionários e entender o momento certo de envolvê-los em novos desafios. Mas sem se esquecer da importância da atuação em equipe.

Depois é preciso entender quais são processos que podem ser otimizados e o objetivo de fazer tais mudanças. E considerar que o sucesso desses planejamentos depende também da metodologia de agilidade.

Indicadores estratégicos para direcionar a empresa com as novas ideias

  • Adaptação dos colaboradores;
  • Flexibilidade do novo processo;
  • Velocidade no aprendizado e tomada de decisão;
  • Execução com foco em valor;
  • Ganho de produtividade;
  • Satisfação do cliente.

Atuar de acordo com Business Agility significa estar pronto para os imprevistos, e assim solucionar os problemas rapidamente para reduzir os impactos nos resultados.

Manter todos os setores alinhados a essa forma de atuação é o que viabiliza torna o Business Agility eficaz, isso considerando que todas as áreas são uma engrenagem importante, e que devem rodar na mesma velocidade.

Por isso, a cultura organizacional deve estar bem estabelecida, com contratações que considerem os talentos que de adequam a metodologia ágil para aumentar a eficiência dos processos rápidos. Logo, o Business Agility precisa ser alinhado internamente, e não somente com a implementação de tecnologia.

software de recrutamento e seleção - Business Agility