Reduza 50% do tempo de triagem de currículos com a inteligência artificial do Pandapé

Agende uma apresentação
RH Estratégico

O que é eNPS e como usá-la na estratégia de RH?

O que é eNPS e como usá-la na estratégia de RH?

O eNPS ajuda o RH a realizar uma gestão mais clara e eficiente e que promova a marca empregadora

Se preocupar e acompanhar a opinião dos clientes é algo comum para as empresas. Mas nos últimos anos, entender a opinião dos colaboradores também passou a ser fundamental, e é nesse ponto que entram as pesquisas de eNPS.

Não há uma fórmula secreta para ter uma equipe motivada e de sucesso, mas não há como negar que colaboradores satisfeitos produzem mais. Nesse sentido, o eNPS pode ser um ótimo termômetro.

Por isso, se você não acompanha os indicadores de satisfação dos funcionários, é hora de começar.

[rock-convert-pdf id=”3630″]

O que é eNPS?

O eNPS é, basicamente, o índice que mede a satisfação dos colaboradores em relação à empresa. A sigla de Employee Net Promoter mostra o quanto os funcionários são “promotores” da empresa em que trabalham.

Assim, dentre outros quesitos, o eNPS avalia a probabilidade dos colaboradores recomendarem a sua organização como um bom lugar para se trabalhar em plataformas como o InfoJobs Advisor ou mesmo diretamente a outros profissionais.

Esse conceito surgiu em 2003 e foi criado pelo consultor, palestrante e estrategista de negócios, Fred Reichheld, com o objetivo de entender os modelos de negócios de lealdade.

Percebendo as limitações das abordagens tradicionais, Fred liderou pesquisas que levaram ao modelo que conhecemos hoje de perguntas que apontam de forma mais clara a ligação entre a experiência das pessoas e os negócios.

Se você já foi abordado por essa questão, vai entender mais claramente o que é o eNPS: “Em uma escala de 0 a 10, qual a probabilidade de você recomendar nossa empresa / produto / serviço a um amigo ou colega?”

Por que é importante aplicar o eNPS?

Você já deve ter ouvido falar ou aplicado em sua empresa a NPS para os clientes. Imagine que a importância da eNPS é basicamente a mesma, uma vez que atualmente, os colaboradores possuem o comportamento e importância iguais aos clientes para o negócio.

Colaboradores engajados e comprometidos vão gerar uma imagem positiva da instituição tanto para aqueles que conhecem, criando o desejo de ingressar à empresa, como para aqueles que podem se tornar potenciais clientes.

Além disso, um levantamento do Fórum Econômico Mundial mostrou que cerca de 80% dos empregados se mostram pouco engajados com o trabalho. Avaliando esse dado, o eNPS também pode ajudar a entender e melhorar o engajamento dos times.

Acompanhar a motivação, o engajamento e a satisfação dos colaboradores como um todo, ajuda, dentre outros fatores, a melhorar o clima organizacional e a crescer a empresa.

Outros motivos para aplicar o eNPS:

  • Valorizar as lideranças que funcionam bem;
  • Conhecer e reconhecer funcionários;
  • Oferecer oportunidades;
  • Gerar propósito e engajar;
  • Reduzir insatisfações;
  • Diminuir o turnover.

Como aplicar o eNPS internamente?

Embora seja simples, a aplicação do eNPS deve ser seguida em quatro etapas:

1. Selecione os participantes

Caso sua empresa não queira aplicar o eNPS em todos os funcionários, é necessário se atentar que a amostra de pessoas escolhidas seja variada, ou seja, de diferentes setores, unidades de negócio, gênero, idade, etnia, etc.

Além disso, garanta que haja um número significativo de pessoas para que os resultados sejam mais efetivos.

2. Escolha a ferramenta

Opte por ferramentas de fácil entendimento e, preferencialmente aquelas em que as pessoas estão mais habituadas. Lembre-se também de coletar os dados de maneira anônima. 

Uma boa opção para isso é o Google Forms, onde é possível criar gratuitamente formulários, enviar para coleta e analisar de maneira simples e assertiva as respostas.

3. Explique a importância

Mostre aos colaboradores as mudanças que aquelas respostas podem proporcionar. É necessário gerar um estímulo para que a pesquisa tenha o máximo de adesão.

Afinal, sem a participação do maior número  de pessoas possíveis  os resultados podem ser diferentes da realidade e a apuração não fará sentido.

4. Faça o cálculo

Escolha aquela ou aquelas que serão chamadas de “a pergunta decisiva”. Mostramos um exemplo delas no início deste texto: “Numa escala de 0 a 10, o quanto você indicaria a nossa empresa?” ou “O quanto você se sente satisfeito trabalhando aqui?”.

Depois disso, você pode separar as notas:

  • Notas de 9 a 10: os colaboradores são em sua maioria promotores, leais e satisfeitos;
  • Entre 7 a 8: em sua maioria não afetam positiva e nem negativamente a marca;
  • Notas de 0 a 6: em sua maioria podem ser insatisfeitos e desleais ao negócio, aumentando o risco de turnover.

E então, por fim, você reunirá os números para realizar o cálculo a seguir e obter o resultado em porcentagem:

Como aplicar o eNPS no recrutamento e seleção?

Os passos para aplicar a metodologia no recrutamento e seleção serão basicamente os mesmos citados anteriormente, porém serão voltados para a experiência do candidato durante o processo seletivo. 

Lembre-se que nesse caso a estratégia também pode ajudar a entender a jornada do candidato e, consequentemente, fortalecer o Employer Branding, uma vez que demonstra que a marca se importa com a opinião das pessoas.

Atente-se apenas em adequar as perguntas aplicadas para que façam sentido para quem responde.

minicurso employer branding

Passos seguintes ao eNPS no processo seletivo:

De nada vale aplicar pesquisas de opinião sem uma finalidade. Portanto, busque entender os resultados e implantar melhorias a partir deles.

No caso dos processos seletivos, por exemplo, alguns pontos podem ajudar a melhorar a visão dos candidatos sobre a empresa. Entre eles estão:

  • Invista em uma boa descrição: um job description incompleto pode gerar resistências à vaga, como também decepções durante o processo seletivo. Comunique o máximo de informações com clareza;
  • Não esqueça do feedback: nenhum candidato gosta de ficar sem uma resposta. Ainda que negativa, elas ajudam a criar uma impressão de respeito da sua empresa para com o tempo alheio;
  • Cumpra com o prometido: retorne sobre as etapas, cumpra com os horários marcados para a entrevista e retornos no tempo estipulado;
  • Facilite o processo seletivo: conte com ferramentas que tornem o processo seletivo mais dinâmico e objetivo.

Por fim, invista em tecnologia para garantir bons resultados em sua eNPS interna e também em relação ao recrutamento e seleção.

Tecnologias como o PandaPé ajudam a melhorar a marca empregadora a partir da otimização da rotina do RH e, consequentemente, processos seletivos mais humanizados. Clique no banner e saiba mais sobre o PandaPé, o ATS do InfoJobs!