Nos ajude a entender o panorama da diversidade de gênero e orientação sexual no mercado de trabalho

Responder pesquisa
Recursos Humanos

Recursos Humanos: o que é e quais são as atividades do RH?

Recursos Humanos: o que é e quais são as atividades do RH?

Cada vez mais o setor de recursos humanos tem sido acionado para garantir a produtividade e a motivação de seus colaboradores. Mas, o setor é responsável somente por isso? Nesse artigo, vamos falar o que significa recursos humanos, e assim, quais são as suas atribuições.

Ainda visto por muitos apenas como a área que contrata e desliga funcionários, o recursos humanos tem se tornado muito mais do que um simples departamento operacional. Dessa forma, a gestão de recursos humanos começou a ser considerada por diversos profissionais uma das atividades mais estratégicas da empresa.

Por isso, vamos detalhar neste conteúdo tudo sobre recursos humanos e como transformar o departamento de forma inteligente para sua organização.

O que é recursos humanos?

Agora, vamos ao que realmente interessa, o que significa recursos humanos. Basicamente, recursos humanos ou simplesmente RH é o setor matriz de uma organização. Isso porque, a área é responsável pelo capital humanal da empresa, assumindo atividades de recrutamento, seleção, treinamento, gerenciamento da marca empregadora e a cultura organizacional.

Dessa forma, a área de recursos humanos impacta diretamente no sucesso das empresas, pois atua na atração e desenvolvimento dos melhores talentos.

Além disso, com as leis trabalhistas e as mudanças no comportamento dos profissionais, a gestão de recursos humanos ganhou ainda mais destaque por cuidar da relação entre colabores e empresa.

Como surgiu o setor de recursos humanos?

Além de explicar o que é recursos humanos, precisamos entender de onde surgiu o setor, assim, apresentar uma visão mais completa do conceito utilizado até os dias de hoje.

A gestão de recursos humanos ganhou evidência no inicio do século 20, quando a área era chamada de relações industriais, devido uma grande influência da revolução industrial, e por tratar das problemáticas do relacionamento entre empresa e empregado.

Porém, o setor de recursos humanos foi crescendo e tomando forma e importância dentro das industrias. Afinal, qual empresa não queria crescer e contratar mais empregados? Assim, a área foi adquirindo novas responsabilidades, articulando o relacionamento entre os gestores e seus colaboradores, e também identificando os desafios de recursos humanos.

Isso porque, com as mudanças comportamentais dos profissionais, e com todo o crescimento econômico mundial entre os anos 80 e 90, as empresas começaram a contratar funcionários mais qualificados e exigir que diversas habilidades dos profissionais do mercado, o que podemos identificar também nos dias atuais.

Dessa forma, trazendo então o valor necessário para a gestão de recursos humanos, e que gerava cada vez mais interesse das empresas de ter uma área tão estratégica em sua atuação.

Nomenclatura do RH

Para começar a explicação sobre o que é recursos humanos, é importante destacar sobre o termo usado para nomear a área. Assim, foi a partir dos anos 90 que as empresas começaram a usar a nomenclatura de recursos humanos, atribuindo uma percepção de valor e de importância diante dos colaboradores.

Além disso, a partir dos anos 2000, alguns profissionais e executivos optaram em mudar o nome do setor de recursos humanos. Entre os nomes adotados, podemos destacar:

Entretanto, não importa a nomenclatura, o que realmente conta é o objetivo central da área recursos humanos, que é proporcionar as melhores oportunidades e condições para colaboradores, empresa e candidatos. Sempre olhando para o desenvolvimento profissional e humano do principal ativo das empresas, as pessoas.

Qual é a diferença entre recursos humanos e departamento pessoal?

A diferença entre RH e DP é uma grande dúvida entre os profissionais, isso porque com o crescimento do setor de recursos humanos na década de 90 muitas empresas unificaram as duas áreas. Ou seja, recursos humanos e departamento pessoal agora fazem parte de um único sistema, o de gestão de pessoas.

Por um lado, o recursos humanos faz as atividade de atração, recrutamento, testes pré-admissionais, e seleção de novos profissionais, além de, cuidar do ambiente motivacional e do clima organizacional.

Já do outro lado, o departamento pessoal cuida da parte burocrática da gestão de pessoas, fazendo parte de seu escopo, os processos admissionais, folha de pagamento, benefícios, além de cuidar do processo de desligamento dos colaboradores.

Quais as responsabilidades da área de recursos humanos?

Dentro do setor de recursos humanos temos diversas possibilidades e formas de atuação, porém vamos listar as mais importantes e recentes no RH.

Recrutamento e Seleção

Como a função mais importante no setor de recursos humanos e com maior prioridade está o recrutamento e seleção. Afinal, esta atividade busca de forma clara identificar os melhores profissionais do mercado e selecioná-los para fazer parte do quadro de funcionários da empresa.

O ato de recrutar e selecionar pode ser estruturado entre entrevista pessoais ou virtuais, dinâmicas em grupo, testes comportamentais e lógicos, ou por um conjunto destes fatores. Tudo isso depende do volume de vagas e o prazo de fechamento de cada posição.

É crucial que o recrutador seja imparcial, isento, e criterioso ao escolher os melhores profissionais, pois além de ser o exemplo da empresa para os candidatos, é também o responsável por agregar diversidade ao quadro de colabores e conduzir a experiência do candidato.

Recrutamento

O recrutamento é a etapa para atração de candidatos e triagem de currículos, sendo responsável por encontrar os profissionais mais adequados para cada posição de acordo com as necessidades da empresa.

Seleção

Já a seleção é a etapa posterior ao recrutamento, e acontece quando já existem um volume de currículos suficientes para a escolha dos melhores profissionais. A partir disso, é possível iniciar as próximas etapas como testes e entrevistas para eleger qual ou quais candidatos devem ingressar na empresa.

Recrutamento e seleção com tecnologia

Algumas etapas no recrutamento pode representar um desafio para o setor de recursos humanos e contar com ferramentas para automatizar os processos irá auxiliar o setor. Assim, diversas recursos de tecnologia que existem no mercado de RH, com destaque para os softwares.

Porém, dominar novas ferramentas é fundamental para que os profissionais de recrutamento e seleção se destaquem diante de tantos talentos.

O Pandapé ATS, software de recrutamento e seleção desenvolvido pelo Infojobs, é o único que possui integração com o maior banco de currículos do Brasil, com mais de 52 milhões de perfis cadastrados. De forma geral, ele tem como objetivo automatizar, centralizar e conduzir todas suas etapas do processo seletivo com o uso de Inteligência Artificial.

Treinamento e desenvolvimento

Outra etapa importante dentro do setor de recursos humanos é o treinamento e desenvolvimento de pessoas. Ou seja, além de atrair os melhores profissionais a função do recrutador é contribuir para o crescimento e conhecimento de seu principal ativo, o capital humano.

Para isso, algumas práticas devem fazer para da gestão de recursos humanos, como:

  • Oferecer periodicamente treinamentos;
  • Fortalecer o conhecimento dos colaboradores;
  • Desenvolver planos de carreira.

Basicamente, é importante que o RH pense em como investir nos colaboradores e extrair o melhor deles.

Departamento pessoal

Responsável pela gestão dos funcionários o departamento pessoal tem a importante missão de garantir o a folha de pagamento, férias e benefícios, além de controlar a folha de ponto, atestados médicos e processo de admissão e demissão.

Por mais que o departamento pessoal atue na parte mais burocrática do setor de recursos humanos, é de extrema importância para o desenvolvimento da empresa, pois lida diariamente com processos que tem impacto direto nos resultados da companhia.

Assessment

Na tradução, assessment significa avaliação, mas dentro do meio de recursos humanos esse conceito tomou forma como gestão profissional.

Assessment não é uma metodologia tradicional ou alguma técnica pré-determinada, os profissionais de RH podem e devem adaptar da melhor forma seus conjuntos de questionários para avaliar o lado comportamental um candidato. Assim, o uso de assessment ajuda sua empresa a encontrar os perfis ideais e desenvolver os melhores talentos.

Headhunting

O famoso caçador de talentos, o headhunting tem como objetivo buscar os melhores profissionais sem que este esteja necessariamente em uma busca ativa por recolocação, ou seja, o headhunting vai atrás do perfil ideal, normalmente em grandes empresas ou na concorrência para trazer o talento para compor o seu time.

Atualmente, o headhunting tem papel importante dentro das empresas, seja buscando profissionais para recompor o time, ou para iniciar novos projetos, onde é necessário um profissional com habilidades e conhecimentos específicos.

candidato ideal

Interim management

Essa é uma atribuição de recursos humanos comum quando se precisa de um profissional de forma rápida para resolver problemas ou trabalhar em projetos específicos.

Em outros países este serviço é mais usual do que no Brasil, na prática é utilizado para a contratação de executivos que vão alavancar interinamente a empresa por um período pré-determinado.

Como estes profissionais não possuem vinculo com a empresa, é possível observar de forma macro os problemas que não são vistos por profissionais e gestores que estão na empresa a muito tempo.

Outplacement

O setor de recursos humanos nos últimos anos também se tornou responsável por ajudar na recolocação de seus ex-colaboradores. Assim entra o outplacement, conceito que visa oferecer um auxilio para colaboradores que são desligados de sua empresa.

Pensar no futuro do colaborador no momento da demissão, mostra o quando sua empresa pensa em pessoas, fazendo com que a sua marca empregadora seja bem vista no mercado de trabalho.

É comum as possas confundirem o outplacement com assessoria de recolocação profissional, porém existe uma grande diferença, pois as empresas que utilizam deste conceito oferecem , palestras, workshops e acompanhamento psicológico aos seus ex-funcionários.

Outsourcing

Mais conhecido como serviços terceirizados, o outsourcing, é comum no setor de recursos humanos. Ou seja, usar a contratação de profissionais de fora da empresa como estratégia para suprir a necessidade de um serviço que não seja interno.

Contar com a ajuda de outsourcing para contratar profissionais externos, ajuda no aumento de produtividade e na redução de custos, uma vez que, sua empresa poderá focar em outras atividades, visando tarefas que geram receitas.

Desenvolvimento de liderança

Como parte fundamental do setor de recursos humanos, desenvolver pessoas e principalmente a liderança, faz parte do dia a dia do profissional de RH.

Sabemos que em muitos casos perdemos grandes talentos, por causa de maus líderes. Para que sua empresa comece a reter talentos, a fim de evitar o aumento da taxa de turnover, é necessário treinar e desenvolver a liderança constantemente.

Tenha em mente que o setor de recursos humanos é responsável pela identificação dos tipos de liderança da empresa. Com a atuação estratégica no recrutamento e seleção é possível contratar os melhores líderes para cada tipo de posição.

Avaliação de desempenho

Podemos considerar que a avaliação de desempenho é um conjunto de estratégias para desvendar o nível de performance de seus funcionários. Sendo assim, é possível desenvolver ações para crescimento e desenvolvimento da equipe ou de um funcionário.

Na visão da empresa, é um benefício para a gestão, pois identifica falhas nos processos, produtividade e no engajamento dos colaboradores, além de descobrir o nível de motivação individual e da equipe.

Além disso, avaliação de desempenho também é importante para descobrir como está o clima organizacional da sua empresa, podendo contribuir com o fortalecimento da sua marca empregadora.

Recursos humanos e gestão de pessoas

Como mencionamos anteriormente, a gestão de recursos humanos recebeu diversas funções ao longo das ultimas décadas, trazendo novas possibilidades e oportunidades para o departamento com atuação estratégica para o negócio.

Assim, a gestão de pessoas se tornou a essência da área de recursos humanos, levando muitas empresas a usarem inclusive essa nomenclatura para o departamento. Porém, é importante destacar que gestão de pessoas é algo muito maior, tendo um olhar mais amplo e estratégico da empresa, que busca resultados alinhados com os objetivos da companhia.

Gestão por competências

Quando falamos de gestão de pessoas, a gestão de competência é uma das principais atividades dos profissionais de recursos humanos, pois fornece os insumos necessários para os departamentos e para os gestores.

É com base nessa gestão que as empresas devem investir nos colaboradores. Isso porque realizar a gestão por competências oferece para sua empresa a possibilidade de colocar as pessoas certas nos cargos certos. E assim, atingir uma qualidade técnica para alcançar resultados positivos.

Tendo sempre em mente que organizações de sucesso buscam constantemente o desenvolvimento do capital humano, principal ativo da companhia.

Para aplicar a gestão de competências em sua empresas será necessário o RH:

  • Identificar quais são as competências necessárias para sua empresa;
  • Buscar profissionais que atendam estas competências;
  • Avaliar os resultados com base nas competências;
  • Evoluir junto com os funcionários as competências necessárias para cada cargo.

Para entender melhor vamos explicar abaixo um pouco de cada etapa.

Mapeamento e mensuração

A principio é necessário mapear quais competências sua empresa necessita para executar cada função. Ou seja, conseguir o match perfeito entre empresa e funcionário, e colaborador e cargo.

Para isso, o profissional de recursos humanos precisa levantar todos os cargos da empresa e listar todas as competências necessárias. Reunindo estes dados, o setor será capaz de identificar falhas e contratar de forma assertiva.

Saiba mais sobre como fazer um mapeamento de competências

Avaliação por competências

A avaliação por competência nada mais é do que analisar de forma sistemática o desenvolvimento e habilidades de cada colaborador, permitindo conhecer a contribuição de cada funcionário para o alcance dos resultados.

Escolher uma metodologia ou forma de avaliação é necessário para conseguir extrair o desempenho pessoal de cada individuo. Utilizar ferramentas e programas específicos ajudam colocar o programa de avaliação em um patamar mais automático.

Recrutamento e seleção por competências

Recrutar e selecionar por competências é fundamental para encontrar os candidatos ideais para um cargo ou vaga, com base nas habilidades e conhecimentos para desenvolver suas funções.

Diferente do recrutamento e seleção tradicional, nesse modelo o RH utilizar a gestão de competências para contratar novos profissionais e buscar conhecer a fundo as habilidades de cada candidato.

O lado bom de desenvolver o recrutamento e seleção por competências é que sua empresa pode identificar na própria estrutura interna os perfis que podem completar uma vaga ou função. Logo, é possível promover oportunidades de plano de carreira e desenvolvimento profissional.

Plano de desenvolvimento por competências

Por fim, identificando, recrutando e analisando as competências necessárias é o momento do profissional RH colocar em prática o plano de desenvolvimento. Contudo, é importante o setor de recursos humanos ter claro quais são as possibilidades de desenvolvimento para cada colaborador.

Tendências do setor de recursos humanos

As tendências não são apenas novidades no setor de recursos humanos, elas apresentam conceitos e estratégias que já são realidade em muitas empresas, porém, ainda não estão consolidadas no universo de RH.

É importante dizer também que as tendências não são só divulgadas no começo ou no final do ano, elas aparecem a todo momento, inclusive nos momentos em que identificamos os desafios de recursos humanos.

No entanto, é no decorrer do ano que o dia a dia do nosso trabalho acontece, os cenários mudam e precisamos mudar algumas atitudes para alcançar os resultados. Pensando nisso, apresentamos as principais tendências do nosso setor:

Assim, como o mundo está em constante atualização, as tendências também estão evoluindo. Pensar a longo e médio prazo é crucial para o profissional de RH.

Recursos Humanos estratégico

Com o foco do setor de recursos humanos nas pessoas e na tecnologia, começamos a observar a tendência do RH estratégico. Ou seja, um conjunto de ações que pensam nas pessoas como parte fundamental para o sucesso da empresa.

Existem corporações que ainda possuem o mindset tradicional, mantendo o setor de recursos humanos de forma operacional e burocrática. Porém, para se obter sucesso como companhia, é necessário que o RH seja inovador e estratégico.

Uma grande parcela dos profissionais de RH e que atuam com recrutamento e seleção já estão preparados para a transformação digital no setor. Ou seja, utilizam a otimização dos processos manuais, consolidação dos dados para decisões mais assertivas e Inteligência Artificial para escolher os melhores perfis em um processo seletivo.

E essas são apenas algumas das vantagens da transformação digital para um setor de recursos humanos mais estratégico. De maneira geral, é imprescindível que o seu RH tenha uma visão com base em dados, seja os dados de um processo seletivo, ou dados gerais do setor. Assim, as decisões serão mais precisas e importantes para o futuro da empresa.

Gestão de recursos humanos

Assim como falamos acima, a gestão de recursos humanos também faz parte da área estratégica da sua empresa. Sua missão é fazer com que a organização e o colaborador alcancem os seus objetivos e mantenham uma relação trabalhista vantajosa.

Agora que entendemos o que é gestão de recursos humanos, fica a pergunta: como o RH é capaz de fazer isso?

Utilizando algumas técnicas e metodologias, o RH consegue gerenciar as relações humanas em uma empresa de modo saudável. Assim, os objetivos dos funcionários e do negócio são considerados e o RH trabalha para assegurar um ambiente corporativo agradável e motivador.

People Analytics

Uma das maiores vantagens do mundo digital é a possibilidade de mensurar e analisar dados em tempo real. Diversos setores da sua empresa com certeza usam dados para analisar performance ou métricas.

No RH não é diferente, é possível utilizar a metodologia do analytics, para coletar e acompanhar os dados da gestão de pessoas, obtendo assim uma visão mais estratégica da performance de cada colaborador.

O People Analytics se apoia em dados de várias formas para avaliar os colaboradores, seja na marcação de ponto, que nos fornecerá tempo em horas trabalhadas, ou na folha de pagamento, que permitirá avaliar o valor real de cada colaborador, entre outros dados que coletamos conforme o tempo de empresa.

Em alguns casos, o People Analytics poderá atuar em outros universos, como redes sociais, e no próprio desenvolvimento do colaborador em sua área de atuação.

O resultado esperado com o People Analytics é entender o comportamento dos colaboradores, com o objetivo de melhorar a produtividade, engajamento e resultados dos funcionários. Ou seja, esse é o foco em responder questões estratégicas para a empresa.

people analytics - recursos humanos

Automatização de processos

O setor de recursos humanos era acostumado com os processos mais operacionais e manuais, como por exemplo, acumular aquela pilha de currículos. Com a chegada de tecnologias e inovações no mercado, a visão estratégica é capaz de fazer a diferença nos resultados da companhia.

A automação dos processos manuais, pode ser realizada com o auxílio de diversas tecnologias do mercado.

No recrutamento e seleção, por exemplo, a seleção ou agendamento de entrevistas podem ser feitas totalmente automáticas. Assim, com as configurações certas, sua empresa poderá selecionar os melhores profissionais com apenas um clique.

Esta automação pode ser feita por um ATS, software especifico para recrutamento e seleção.

Com o Pandapé, é possível automatizar diversas etapas do recrutamento e com a funcionalidade do Smart Recruiting os processos seletivos terão uma jornada automática permitindo que a Inteligência Artificial do software, selecione e filtre os melhores candidatos para as vagas em aberto.

O uso deste ATS proporciona aos recrutadores várias formas de automatizar processos operacionais, a fim de oferecer aos profissionais de recursos humanos mais tempo para questões estratégicas.

Inteligência artificial

Hoje, mais do que nunca, falamos sobre Inteligência Artificial no RH, a final praticamente todas as novas tecnologias utilizam uma porcentagem de IA em seus programas. Mas, como isso impacta diretamente no setor de recursos humanos?

Antes de tudo, é importante reforçar que a Inteligência Artificial não vai substituir os profissionais de RH, o uso dessa tecnologia é muito mais mais abrangente. Em resumo, a Inteligência Artificial busca otimizar o trabalho manual das pessoas e entregar o máximo de informações, respostas, e principalmente, soluções inteligentes.

Uma das principais vantagens de utilizar Inteligência Artificial nos processos de recursos humanos é as atividades que levavam muito tempo para ser concluídas, passam a ser realizadas de forma mais ágil e prática. Além disso, é possível mensurar de forma simples e fácil todos os resultados com base em dados.

Indicadores no Recursos Humanos

No setor de recursos humanos, e principalmente em recrutamento e seleção, um dos pilares que direcionam novas ações e garantem o desenvolvimento do setor é a mensuração de resultados. Ou seja, quanto mais dados de recrutamento e seleção, mais informações importantes para direcionar na decisão assertiva e resolução dos desafios de recursos humanos.

Além disso, a analise de dados e indicadores no recrutamento e seleção, se tornam fundamental para que sua empresa, melhore os processos e garanta uma boa experiência para candidatos e colaboradores. 

Em recursos humanos os principais indicadores de RH são:

  • Turnover;
  • Taxa de aderência;
  • Prazo de fechamento de vagas;
  • Custo de contratação;
  • Desempenho;
  • Taxa de absenteísmo;
  • Produtividade;
  • Retenção de talentos.
indicadores de rh

O que é necessário para trabalhar no recursos humanos?

Responsável por cuidar das pessoas, o profissional de recursos humanos é fundamental em qualquer empresa que visa crescer organizadamente e contratar talentos essenciais para desempenhar as tarefas.

Entrar na área de recursos humanos exige, alguns conhecimentos essenciais, que separamos em soft e hard skills.

As hard skills são todas as habilidades necessárias para o profissional de recursos humanos saiba ou tenha para desempenhar o mínimo da função. Entretanto, essa não é necessariamente uma regra, cada profissional e empresa possuem exigências diferenciadas de acordo com a sua demanda.

Hard Skills para recursos humanos:

  • Cursos técnicos ou superiores em RH, Psicologia, gestão de pessoas ou administração;
  • Pós-graduação ou MBA;
  • Outros idiomas, para realizar entrevistas e testes quando necessário;
  • Desenvolvimento em testes comportamentais e psicológicos;
  • Conhecimentos em tecnologia e meios digitais.

Por outro lado, as soft skills são mais difíceis de reconhecer e possuem características especificas da personalidade de cada profissional. Entretanto, para atuar na área de recursos humanos é necessário alguns comportamentos determinados para desempenhar melhor a função.

Soft Skills para recursos humanos:

  • Bom relacionamento interpessoal;
  • Proatividade;
  • Bom humor;
  • Carisma;
  • Empatia;
  • Capacidade para resolver conflitos;
  • Liderança;
  • Boa comunicação;
  • Analítico;
  • Comprometimento.

Com as mudanças na rotina de trabalho nos últimos tempos, algumas habilidades e conhecimentos foram acrescentadas ao perfil do novo profissional de RH.

Como, falamos, estas habilidades são uma base para quem trabalha ou quer trabalhar com recursos humanos. Ou seja, cada empresa busca profissionais com habilidades e conhecimentos diferentes para compor seu time de RH.

Nova jornada de trabalho flexível e home office

Certamente , não é novidade que o home office já é uma realidade consolidada nas empresas do Brasil e do mundo. Devido a pandemia do COVID-19, muitas empresas foram obrigadas a adaptar suas estruturas para o trabalho remoto.

Como este modelo de trabalho já estava sendo usado com mais frequência em startups e empresas com um pensamento moderno, foi necessário que diversas empresas e profissionais mudassem o mindset para o digital e o novo.

De acordo com algumas pesquisas indicam que 70% das empresas visam adotar o home office, integral ou parcial, como padrão após a pandemia. Mesmo com todas as dificuldades, as corporações perceberam os resultados positivos desse novo método de trabalho. Afinal, a produtividade e entrega continuaram os mesmos ou até maior, além da economia de recursos gastos com um local físico de trabalho.

Todas essas vantagens, e também a qualidade de vida e bem-estar dos colaboradores, influenciam a decisão de adotar o trabalho remoto como parte definitiva das empresas.

Então, cabe ao setor de recursos humanos, consolidar e estruturar essa nova forma de trabalho, garantindo sempre o a segurança dos funcionários e os resultados positivos para a empresa.

Saiba também sobre outras formas de garantir a saúde mental no trabalho.

Conclusão

Como vimos, o setor de recursos humanos é responsável por diversos processos dentro da empresa, e se não for executado de forma inteligente e com eficiente todo o trabalho não terá os resultados desejados. Por isso, tenha sempre parceiros estratégicos para automatizar seus processos manuais.

Recrutar e selecionar bons profissionais do mercado ainda é o maior desafio do setor de recursos humanos. Logo, para realizar esta tarefa de forma simples e fácil, conte com um ATS para automatizar os processos seletivos.

Ainda sim, o capital humano ainda é o maior ativo das empresas, e cabe ao RH fazer a gestão efetiva dos profissionais e lidar com todos os tipos de adversidades do setor. Por isso, no momento de contratar novos colaboradores tenha em mente o perfil da sua empresa para que possa avaliar o fit cultural dos candidatos.

ATS Pandapé