Reduza 50% do tempo de triagem de currículos com a inteligência artificial do Pandapé

Agende uma apresentação
Gestão de Pessoas
Recrutamento e Seleção

Soft skills e hard skills: o que são e por que analisar essas habilidades

Soft skills e hard skills: o que são e por que analisar essas habilidades

Com a mudança de comportamento do mercado de trabalho e a necessidade de desenvolver equipes multidisciplinares, as habilidades chamadas de soft skills e hard skills ganharam destaque e passaram a ser pontos chave para a melhoria da empregabilidade.

Sendo assim, o RH passou a entender que um profissional pode ser avaliado não apenas pelos seus conhecimentos técnicos e formação profissional, mas também pelas suas experiências e aprendizados pessoais.

O que são soft skills?

As soft skills são basicamente os conhecimentos pessoais de um profissional. Ou sejam, aquelas que são ligadas ao comportamento e reações diante de situações cotidianas.

Podemos dizer ainda que as soft skills remetem à inteligência emocional e a personalidade de cada indivíduo, que impactam nas relações interpessoais de trabalho.  

Dessa forma, as soft skills são as características pessoais e subjetivas, e não possuem relação com competências técnicas. Elas são a forma como agimos, nos comunicamos e expressamos nossos anseios e desejos.

No processo seletivo, portanto, para realizar boas contratações, o RH não deve apenas observar o currículo, mas também as experiências e a personalidade dos candidatos.

Em alguns casos, as empresas demonstram a necessidade de determinadas soft skills no job description da vaga, fazendo com que o candidato realize uma autoavaliação das suas habilidades antes mesmo de se candidatar.

E as Hard Skills?

As hard skills correspondem às habilidades profissionais, os conhecimentos técnicos e acadêmicos do profissional.

Diferente das soft skills, as hard skills levam em consideração os cursos, treinamentos, especializações e outras formas de educação que validam um conhecimento teórico.

Para muitas empresas, essas habilidades ainda são o grande destaque ao contratar com funcionário. Porém, é importante ter em mente que isso não garante o sucesso de uma contratação, principalmente são as soft skills que guiam o Fit Cultural e impactam no clima organizacional da empresa.

Entretanto, não podemos deixar de dizer que as hard skills continuam tendo peso importante quando o objetivo é alinhar expectativas da contratação. Afinal, muitas vagas determinam habilidades teóricas pré-estabelecidas.

Por que as soft skills são importantes?

Cada vez mais o setor de recursos humanos entende o valor das soft skills, isso porque são essas habilidades de inteligência emocional que vão impactar no dia a dia dos funcionários, e com isso no bem-estar do time.

Essas características são fundamentais para manter o engajamento, foco e motivação dos colaboradores, uma vez está associado ao mindset da equipe e ao alinhamento de performance. Nesse ponto, ter habilidades interpessoais e saber se relacionar da melhor forma com diferentes perfis ajuda a manter equipes diversas sempre em harmonia.

Diversidade Corporativa

Além das relações entre equipes, as soft skills também entram como destaque para a resolução de problemas. Afinal, habilidades como criatividade, resiliência e proatividade são importantes para que um colaborador tenha iniciativa de entregar uma solução sempre que necessário, e muitas vezes sem depender da liderança.

Outra vantagem de contratar de acordo com as soft skills, está no efeito coletivo que isso pode gerar. Um comportamento positivo pode transformar e influenciar um grupo todo, da mesma forma que uma atitude negativa também pode ser transferível. Aí está a importância de contratar o profissional certo.

candidato ideal

Principais soft skills para observar

Algumas  dessas características pessoais podem fazer toda a diferença na hora de escolher o candidato:

Empatia

Ter empatia significa saber se colocar no lugar do outro, e essa é certamente uma característica importante em vários momentos da carreira. Ela pode ser necessária para entender os motivos que levam um determinado colega a ter dificuldades no ambiente de trabalho, solucionar conflitos ou resolver um problema do cliente.

Positividade

Sabe aquela pessoa que sempre consegue enxergar uma oportunidade? Essa também é uma soft skill valiosa!

Pessoas positivas tendem a encontrar resoluções de problemas com sua força de vontade. Elas também são aquelas que conseguem inspirar os outros e mantê-los confiantes, mesmo que um resultado não possa ser visto no curto prazo.

Adaptabilidade

A facilidade de se adaptar faz do colaborador uma pessoa que trabalha melhor em equipe.

Dentro de uma empresa, é comum que ocorra a troca de pessoas, de cargos e funções. Portanto, ser adaptável, nesse sentido, permite manter-se resiliente diante de qualquer novidade.

Gerenciamento do tempo

Não só na vida profissional, mas também nos compromissos pessoais, a gestão do tempo é uma soft skill muito importante. Quando o tempo é bem trabalhado, é possível fazer mais e gerar mais valor às atividades.

Inteligência emocional

Ser um especialista em determinada atividade mas não saber controlas suas emoções pode atrapalhar qualquer profissional.

Uma das grandes vantagens de quem sabe controlar as emoções é conseguir usar os momentos de estresse como gatilho para ser mais produtivo.

Essa habilidade faz com que a pessoa saiba converter ambientes e situações caóticas em valor agregado, isto é, se beneficiar daquilo que é aparentemente ruim.

Foco

O foco é determinante tanto em tarefas do dia a dia, que trazem resultados a curto prazo, como para metas maiores, que influenciam a médio e longo prazo.

Atualmente, as empresas veem profissionais focados como aqueles com maior índice de desenvolvimento, e que por consequência, também podem ajudá-las a crescer.

Resiliência

Você consegue reagir de forma positiva quando se vê em uma situação de pressão? Consegue superar adversidades sem ter reações explosivas? Se sim, você é uma pessoa resiliente. 

Profissionalmente, em meio a tantas cobranças, é importante não deixar de manter a calma. Isso dará a força necessária para dar continuidade a projetos de longo prazo implantados em qualquer empresa.

Comunicação

Ser um facilitador ao passar as informações, traduzir o cenário, verbalizar de forma compreensível e clara as questões relacionadas ao trabalho é indispensável em algumas funções, mas importante em todas elas.

Como avaliar as soft skills durante um processo seletivo?

Para avaliar as competências interpessoais de um candidato e como as suas experiências impactam no seu comportamento, o RH pode aplicar testes comportamentais e de personalidade.

Nessas avaliações os candidatos são convidados a responder uma série de perguntas situacionais, ou seja, identificar qual a sua reação em determinado acontecimento e com quais comportamentos se identifica mais.  

Essa é uma das formas mais eficazes de avaliar as soft skills, porém, outras práticas durante a entrevista também podem ser utilizadas. É importante fazer perguntas estratégicas e observar a reação, para além das respostas.

O RH pode conduzir a entrevista para que o profissional conte um pouco sobre experiências de trabalho em equipe, situações em que o candidato enfrentou um desafio, precisou pedir ajuda ou teve que assumir uma falha.

Por fim, o recrutador deve analisar as habilidades apresentadas pelo candidato com as necessidades da empresa, a fim de entender se a contratação está alinhada com as expectativas.

Para contratar de forma mais assertiva, ágil e econômica, conheça o Pandapé ATS, software de recrutamento e seleção do Infojobs.

ATS completo