[Webinar Best WorkPlaces 2024] Os segredos para o Employer Branding de sucesso

Garanta sua vaga
Gestão de Pessoas

EVP: o que é, importância e como fazer 

EVP: o que é, importância e como fazer 

A Proposta de Valor do Funcionário (EVP) é tudo o que distingue uma organização e a torna atraente para um candidato ou funcionário escolher em detrimento da concorrência.

Quais diferenciais a sua empresa oferece e o que a torna um bom lugar para se trabalhar? A EVP (Employee Value Proposition) pode responder a essas e outras perguntas, auxiliando a elevar a qualidade do capital humano e construir uma sólida diferenciação no mercado.

Continue a leitura para entender melhor o que é EVP, qual sua importância e como fazer!

O que é EVP?

A Employee Value Proposition (EVP) é o conjunto de benefícios que uma empresa oferece em troca das competências, habilidades e experiência de seus colaboradores.  

Mas além de selecionar e oferecer benefícios, o EVP deve refletir a essência da empresa: o que a torna única e o que ela representa, quais são os fatores que fazem as pessoas se sentirem orgulhosas e motivadas a começar ou permanecer nela, como filosofia, propósito ou cultura organizacional.

Qual o objetivo do EVP?

A Proposta de Valor do Funcionário (EVP) tem como objetivo alinhar os funcionários às estratégias da organização, atuando como um driver para fortalecer seu comprometimento e permanência, oferecendo uma experiência global positiva, que ao mesmo tempo serve para atrair novos talentos para a empresa.

Quais elementos compõem o EVP?

A Proposta de Valor do Funcionário deve incluir todos os elementos que fazem com que os funcionários se sintam felizes e satisfeitos com a cultura de trabalho.

Para isso, é preciso encontrar um equilíbrio entre o que os funcionários querem, o que é possível dado o setor ou ocupação, e o que a empresa quer refletir, mas também o que ela está disposta a oferecer.

De forma geral, a proposta de valor do funcionário consiste nos seguintes elementos:

  • Compensação financeira: consiste em satisfazer os empregados por meio de seu salário e outros incentivos econômicos justos e de acordo com suas atividades e nível de responsabilidade. Este ponto inclui conhecer a percepção dos próprios colaboradores;
  • Benefícios: este ponto abrange uma ampla variedade de benefícios trabalhistas além dos estabelecidos por lei, como folga remunerada (férias adicionais, dias de folga em aniversários ou licenças extras), seguro de vida e outros;
  • Desenvolvimento profissional: elemento que tem como foco contribuir para o desenvolvimento e crescimento profissional dos colaboradores, por meio de treinamentos, cursos, workshops e planos de carreira;
  • Ambiente de trabalho: consiste em identificar os elementos que contribuem para um ambiente de trabalho positivo, como o espaço de trabalho ou a dinâmica para promover a camaradagem, bem como o que gera bem-estar mental para os colaboradores, como um bom equilíbrio entre trabalho e vida pessoal;
  • Cultura organizacional: uma cultura de trabalho saudável é baseada na manutenção de relacionamentos positivos entre seus membros, avaliando o nível de confiança, colaboração, espírito de trabalho em equipe, etc.

Como deve ser um EVP?

Para que uma proposta de valor do funcionário tenha o impacto que você procura, ela deve ser única, relevante, atraente e coerente. 

Quando um EVP tem essas características e seu objetivo é perseguido de cima para baixo, é mais fácil para ele permear toda a organização e impactar todos os aspectos de um negócio.

Como fazer um EVP eficaz?

Para garantir a efetividade do EVP, é importante seguir alguns passos. Confira a seguir quais são eles!

1. Entenda o contexto atual da sua empresa 

A cultura empresarial refletida através do EVP não se baseia apenas nos líderes, mas também nos membros da equipe que vivenciam os valores da empresa.

Para desenvolver um EVP realista, é necessário, primeiramente, compreender o contexto atual da sua empresa. Isso envolve a percepção dos funcionários em relação à marca e à cultura da empresa, bem como identificar o que eles valorizam mais.

Para facilitar esse processo, você pode fazer as seguintes perguntas:

  • O que atraiu os atuais colaboradores para a empresa?
  • Quais são as qualidades que diferenciam a empresa, de acordo com os colaboradores existentes?
  • O que você os colaboradores mais valorizam em trabalhar lá?
  • Por que eles ficam?
  • Por que eles estão saindo?

Você pode coletar essas informações por meio da aplicação de pesquisas personalizadas, entrevistas de desligamento e até mesmo em entrevistas de seleção, adequando as perguntas aos candidatos sobre o que eles percebem da empresa.

A escolha da ferramenta dependerá dos recursos disponíveis, não apenas dinheiro, mas também tempo e pessoal para implementação e análise.

2. Estabeleça metas alcançáveis 

Antes de começar a construir um EVP, é necessário definir os objetivos que você deseja alcançar com sua implementação.

Esses objetivos podem ser atrair novos talentos, melhorar a percepção entre os trabalhadores, criar promotores para empresas e reduzir custos de recrutamento e contratação.

3. Defina sua proposta de valor para o funcionário

Para definir o seu EPV, ou seja, detalhar cada um dos elementos ou benefícios que você tem como empregador para criar a equipe ideal, você deve considerar:

  • Os benefícios que atraem candidatos para se candidatar ao emprego
  • As oportunidades profissionais que terão
  • O ambiente de trabalho em que eles poderiam se desenvolver
  • O ambiente de trabalho ideal para eles

Além disso, é importante que você se certifique de que o que escreveu responde às seguintes perguntas:

  • Está alinhado com seus objetivos estratégicos?
  • Isso diferencia sua empresa?
  • Transmite uma imagem realista de como é trabalhar na sua empresa?
  • É inspirador?
  • É simples, mas amplo o suficiente para atrair diferentes grupos?

No final, teste o EVP com um grupo de funcionários existentes ou, se possível, com uma amostra externa, para verificar se ele transmite adequadamente o que você deseja e se é percebido da maneira desejada.

4. Divulgue o EVP

Uma vez que o EVP esteja definido, é importante buscar formas criativas de comunicá-lo externamente, ou seja, para aqueles que você está tentando atrair. Essas formas de comunicação devem transmitir a relevância, paixão e comprometimento da empresa de maneira impactante e envolvente.

Para divulgar o EVP, use canais de recrutamento, entrevistas, site, publicidade, relações públicas e comunicação interna, transmitindo valores e diferenciais para atrair talentos e reforçar a marca empregadora.

5. Garanta o alinhamento

Além de serem essenciais para divulgar o EVP, os colaboradores também são uma fonte poderosa de publicidade. É por isso que a proposta de valor não deve apenas ser dita, mas também vivenciada, de modo que eles se tornem embaixadores da marca.

Por isso, é importante incorporar o EVP nos planos de integração da empresa, nas comunicações internas, políticas e outros meios de comunicação. Lembre-se de revisar o EVP periodicamente para garantir que ele continue refletindo a experiência atual dos funcionários.

Conclusão

Sem dúvida, um EVP bem elaborado proporcionará satisfação aos funcionários que trabalham para a empresa e atrairá novos talentos que contribuirão para o alcance dos objetivos.

Através dos diversos módulos do Pandapé, você pode conhecer seus colaboradores, seus perfis, interesses e preferências, e otimizar suas estratégias visando aumentar a retenção e a satisfação no trabalho. 

Agende uma demonstração gratuita e descubra como podemos ajudar você!