Reduza 50% do tempo de triagem de currículos com a inteligência artificial do Pandapé

Fale com um Especialista
Recrutamento e Seleção

Como atrair e reter a nova geração de talentos?

Como atrair e reter a nova geração de talentos?

Se nos anos 2000, a digitalização do mercado de trabalho era uma demanda crescente com a Geração Y, ou Millennials, hoje essa realidade tornou-se ainda mais necessária com a chegada da nova geração de talentos. 

São os indivíduos mais jovens, que cresceram durante a era da internet e estão em busca de oportunidades e crescimento profissional, que estão redefinindo a maneira como as empresas estão atraindo e recrutando candidatos.

Será que a sua empresa está preparada para acompanhar essas mudanças no recrutamento e seleção? Para entender como contratar e reter a nova geração de talentos, continue lendo!

Nova geração de talentos: o que é?

A “nova geração de talentos” refere-se aos profissionais que pertencem às gerações mais recentes, como a Geração Z (nascidos a partir de meados dos anos 1990) e possivelmente a Geração Alpha (nascidos a partir de meados dos anos 2010). 

O que os distingue é a sua relação com o trabalho, as expectativas em relação à carreira e o impacto que têm nas empresas. Essa geração tende a valorizar a flexibilidade, busca propósito no trabalho, e muitas vezes está disposta a trocar de emprego com mais frequência em busca de oportunidades de crescimento e desenvolvimento profissional.

Eles também têm uma perspectiva única sobre questões como diversidade, inclusão e sustentabilidade, o que pode influenciar as empresas a adaptarem suas práticas e valores para atrair e reter esses talentos. Portanto, compreender e atender às necessidades e expectativas dessa nova geração de talentos é fundamental para as empresas que desejam permanecer competitivas no mercado de trabalho atual.

Novo perfil de candidato: funcionário-cliente

Muito se fala sobre a mudança no perfil do consumidor, que com a ascensão da internet se tornou mais exigente ao acompanhar a marca de perto. A partir disso, também foi possível perceber mudanças no comportamento dos candidatos e funcionários, que passaram a analisar mais as empresas.

Segundo uma pesquisa do Employer Branding Brasil, 42% dos candidatos que tiveram uma má experiência no processo seletivo dizem que são menos propensos a comprar os produtos da empresa.

Assim como acontece com os clientes, as avaliações de empresas servem como fonte de informação sobre cultura organizacional, salários, benefícios e até plano de carreira. 

Por isso, a experiência de funcionários e ex- funcionários, publicadas em plataformas como o Infojobs Advisor, ajudam os candidatos a entenderem se as empresas podem ser interessantes para ingressar e se desenvolver profissionalmente. 

Ou seja, nesse novo cenário, frequentemente, a decisão de trabalhar em um local específico parte dos profissionais. Portanto, é essencial que a marca empregadora esteja solidamente estabelecida para atrair os melhores talentos.

Dessa forma, cada vez mais, o departamento de recursos humanos deve estar atento a como os candidatos percebem e se envolvem com as marcas e se estas são capazes de gerar um encantamento duradouro e de reter profissionais por meio de sua cultura corporativa.

Por que a experiência do candidato se tornou ainda mais importante?

Quando falamos da nova geração de talentos, pensar na experiência do candidato é fundamental para o sucesso das contratações e para criar um bom ambiente de trabalho. Isso ocorre porque, cada vez mais, a experiência que o candidato tem durante o processo de seleção é um fator importante na escolha de onde ele quer trabalhar.

Esses novos candidatos não só sabem o que querem e buscam sucesso nas empresas, mas também podem ser mais produtivos e trazer melhores resultados. Para eles, ter um propósito e se sentir bem no local onde trabalharão é o que realmente importa.

Outros reflexos do investimento na experiência do candidato são: 

  • Alinhamento do fit cultural
  • Melhora do clima organizacional; 
  • Engajamento que resulta em lucratividade; 
  • Redução do turnover
  • Diminuição dos custos de novas contratações; 
  • Colaboradores se tornando promotores da marca.

As expectativas da nova geração de talentos

Como você leu anteriormente, compreender e atender às necessidades e expectativas dessa nova geração de talentos é fundamental para as empresas que desejam permanecer competitivas no mercado de trabalho atual. Confira a seguir quais são elas!

Dinamismo nos processos seletivos

Com a transformação digital que está acontecendo nas empresas, as pessoas que estão procurando emprego e aquelas que já trabalham nelas esperam que o setor de recursos humanos também use as novas tendências para tornar as coisas melhores para elas.

A tecnologia tem tornado o processo de seleção mais rápido e conveniente, pois não é mais necessário que o candidato vá até a empresa para entrevistas, economizando tempo e dinheiro.

Algumas empresas estão usando programas de computador, como o Pandapé, para melhorar a forma como interagem com os candidatos, incluindo fazer testes de forma divertida. Mas também existem problemas, como ter que fazer muitos testes, demorar para receber uma resposta ou não receber um tratamento humano, e essas são reclamações comuns.

Portanto, é possível dizer que empresas com processos arcaicos, burocráticos e manuais não se destacam para esses profissionais, uma vez que a possibilidade de inovar, normalmente, está associada ao perfil dos novos talentos.

Humanização da comunicação

Tornar a comunicação mais próxima das pessoas é um desafio para o setor de recursos humanos. No entanto, isso é algo que os candidatos esperam das empresas.

Para fazer isso de forma eficaz, é importante que os profissionais de RH personalizem suas ações, usem bem as ferramentas de recrutamento e estejam disponíveis ao longo do processo.

Dar feedback, que é quando a empresa responde aos candidatos, é uma parte importante do processo de seleção. Muitas vezes, as pessoas reclamam que não recebem esse retorno. Portanto, é importante que as empresas o forneçam, seja ele positivo ou negativo.

Hoje em dia, esse feedback pode ser dado de maneira mais pessoal, como pelo WhatsApp, o que faz o candidato se sentir mais valorizado e cuidado pela empresa. 

Cada empresa deve entender seu jeito de ser e usar essa identidade na forma como se comunica, seja falando ou mostrando visualmente, para se aproximar dos candidatos.

Em geral, na época atual, a comunicação pode ser mais interativa, usando coisas como gifs e memes, para tornar o processo de seleção mais interessante.

Novos formatos de trabalho

A pandemia fez com que a maioria das empresas precisasse adotar o trabalho à distância. Muitas delas perceberam que esse jeito de trabalhar tem vantagens e decidiram continuar com ele.

O que acontece é que, cada vez mais, as pessoas que estão buscando emprego preferem empresas que permitem trabalhar de casa ou em um lugar que não seja o escritório o tempo todo. 

Isso acontece porque trabalhar dessa forma pode economizar tempo de deslocamento, dinheiro e dar mais tempo livre para fazer outras coisas, o que ajuda a ter uma vida melhor.

7 dicas para atrair e reter a nova geração de talentos

Agora que você já entendeu o que atrai a nova geração de talentos, vamos às dicas práticas de como atrair e retê-los em sua empresa:

1. Reconhecimento

Como mencionamos, a valorização é um ponto importante para a nova geração de talentos. Marcas que cuidam de seus funcionários, investem em capacitação e oferecem planos de carreira destacam-se entre os jovens profissionais. Os millennials e a Geração Z estão cada vez mais em busca de crescimento profissional rápido, motivados pelos desafios e aprendizados diários.

2. Competitividade 

Esta é uma geração que encara os desafios como oportunidades para desenvolver suas habilidades. Portanto, a competitividade deve ser incentivada nesse contexto. Dessa forma, os profissionais se sentem mais conectados com o propósito da empresa e, consequentemente, podem se tornar mais produtivos, contribuindo para o sucesso corporativo.

3. Liberdade criativa

Esses colaboradores estão constantemente em contato com as novidades do mercado e precisam sentir que a organização está receptiva às suas contribuições, o que ajuda a criar um senso de pertencimento. Estratégias que incentivem a criatividade e a liberdade dos colaboradores podem gerar soluções valiosas e vantagens competitivas para o seu negócio.

4. Liderança qualificada

Para incentivar a criatividade e inovação na nova geração de talentos, é fundamental contar com líderes qualificados e inspiradores. Dois aspectos são particularmente relevantes nesse contexto. Primeiramente, um líder bem preparado sabe como extrair o máximo potencial de um talento promissor, incentivando o seu desenvolvimento.

Além disso, um líder inspirador atua como uma fonte de motivação, estimulando os colaboradores a desejarem trilhar o mesmo caminho.

5. Qualidade de vida

A satisfação desse perfil profissional reflete em sua produtividade, por isso o bem-estar corporativo, o ambiente físico e o clima organizacional são tão importantes. Para a nova geração de talentos o bem-estar no trabalho está associado também a qualidade de vida, por isso esses profissionais valorizam esse aspecto.

6. Flexibilidade

A nova geração de talentos busca por empresas onde possam conciliar o trabalho com a sua vida pessoal. Por isso a flexibilidade no horário de trabalho, e até mesmo a possibilidade de trabalhar de casa, é decisiva na hora de escolher um emprego.

7. Propósito

Esses profissionais acreditam nas causas que os inspiram, e por isso buscam empresas com valores bem definidos. Além disso, o novo perfil de candidato também se preocupa com causas sociais como a inclusão e diversidade, a preservação do meio ambiente, entre outros. 

Como atrair e reter a nova geração de talentos?

Hoje em dia, é importante que as empresas estejam prontas para receber novos talentos, especialmente os mais jovens, que desempenham papéis importantes nas equipes. Isso significa que é necessário fazer algumas mudanças na maneira como a empresa contrata esses profissionais.

Além de fazer com que os candidatos gostem do processo de seleção, é fundamental garantir que os colaboradores fiquem satisfeitos enquanto trabalham na empresa.

O Pandapé, software de RH do Infojobs, ajuda os profissionais de RH em várias etapas, desde o recrutamento até a gestão dos talentos na empresa. Ele torna o processo de seleção mais fácil para os candidatos e também facilita a comunicação com eles. Isso ajuda a empresa a contratar pessoas que se encaixam bem em sua cultura.