Reduza 50% do tempo de triagem de currículos com a inteligência artificial do Pandapé

Agende uma apresentação
Retenção de talentos

10 dicas práticas para reter talentos

10 dicas práticas para reter talentos

Apesar de parecer fácil, reter talentos requer uma série de decisões e ações que tornem a empresa um lugar mais atrativo para entrar e/ou permanecer.

Os elementos das estratégias de retenção de talentos podem variar desde a promoção de um ambiente de trabalho positivo e o fornecimento adicional de benefícios corporativos, até mesmo as possibilidades de crescimento que a empresa oferece.

A seguir, mapeamos 10 dicas práticas para reter talentos e convencer seus colaboradores de que permanecer em sua empresa é a melhor opção. Continue a leitura e confira quais são elas!

Leia também: Rotatividade de pessoal: o que é, impactos e como reduzir

10 dicas para reter talentos

Reter talentos é um desafio que requer, acima de tudo, um bom plano estratégico. Confira a seguir 10 pilares que você deve levar em consideração para diminuir a rotatividade de pessoas da sua empresa!

1. Comece com um bom processo de contratação

Sabemos que às vezes existem cargos difíceis de preencher e que talvez a área de recrutamento e seleção possa fazer escolhas precipitadas. No entanto, é importante considerar que há uma chance maior de um colaborador sair se não for adequado para o cargo ou para a sua organização.

Essa saída pode se referir não só às suas competências profissionais ou técnicas, mas também à dificuldade do colaborador em integrar-se na cultura da sua empresa.

Outro indicador é o histórico profissional, ou seja, se um candidato teve muitos empregos em pouco tempo, ele tende a sair da empresa em breve. Mas lembre-se que é sempre importante conversar com ele, descobrir os motivos e avaliar a possibilidade de dar a ele o benefício da dúvida.

Outra dica importante para reter talentos é ser claro e honesto, pois é mais provável que um funcionário saia rapidamente se as condições reais de contratação forem diferentes das acordadas.

2. Torne os onboardings memoráveis

Concluída a etapa anterior, certifique-se de que o novo colaborador esteja feliz em começar a trabalhar na sua empresa, pois aceitar um cargo nem sempre é sinônimo de se vislumbrar nele a longo prazo.

Trabalhe para que ele se sinta bem-vindo desde o primeiro dia. Com pequenas ações você pode reafirmar a decisão deles e fazer com que eles imaginem de fato um futuro na sua empresa. 

3. Forneça feedbacks úteis e humanizados

A falta de feedback pode gerar muitas frustrações para o colaborador, além da imagem negativa que se cria sobre a empresa. 

Um estudo feito pela Work Human sobre o impacto do reconhecimento na retenção de funcionários trouxe dados bastante reveladores sobre a importância do feedback que os líderes fornecem aos seus colaboradores:

  • 85% dos colaboradores gostam de ser reconhecidos por seus esforços e/ou contribuições no trabalho;
  • 78% afirmaram que ser reconhecido os motivou em seu trabalho;
  • 73% disseram que receber reconhecimento os deixou mais satisfeitos com seu trabalho e/ou posição;
  • 69% disseram que trabalhariam mais se seus esforços fossem melhor reconhecidos e apreciados.

Isso nos mostra que os funcionários querem saber como está seu desempenho, como podem melhorar, qual é a contribuição deles para a organização e quais são seus pontos fortes. 

Lembre-se de que, como líder, sua responsabilidade é fornecer informações que permitam aos funcionários melhorar como indivíduos e como membros da equipe. 

4. Promova uma cultura organizacional positiva 

De forma geral, a cultura organizacional refere-se a um conjunto de normas e valores que regem o comportamento de uma empresa e que, além disso, é impactado pelas percepções, atitudes, hábitos, tradições e formas de interagir de seus membros, bem como pelas estruturas e tipo de liderança. 

Alguns desses aspectos podem ser formalizados ou mesmo passar despercebidos, mas todos os membros da organização participam e estão envolvidos de uma forma ou de outra.

Lembre-se de que, se um funcionário estiver satisfeito com seu ambiente de trabalho e se sentir respeitado, valorizado e útil, ele terá menos chances de procurar novas oportunidades de trabalho. 

Para facilitar esse processo, você pode:

  • Analisar e acompanhar a cultura por meio de pesquisas de RH;
  • Identificar e eliminar práticas tóxicas;
  • Implementar ações que fortaleçam o sentimento de pertencimento e o trabalho em equipe. 

5. Crie planos de desenvolvimento profissional

Na dica 3 falamos sobre reconhecimento, e a melhor forma de se fazer isso é apoiando o desenvolvimento e crescimento profissional dos colaboradores. Afinal, você os ajuda ao mesmo tempo que beneficia a organização com os seus novos conhecimentos. 

Além disso, para reter talentos, é importante lembrar de manter “a porta aberta” para aspirar os colaboradores a buscarem uma posição melhor dentro da empresa. Não permita que eles se sintam presos, porque sem dúvida, eles começarão a procurar novas oportunidades nas quais possam crescer. 

6. Ofereça uma remuneração competitiva

Todas as estratégias voltadas para o bem-estar do funcionário: integração memorável, feedback, planos de carreira e salário emocional são aspectos muito importantes, mas um salário competitivo também é importante.

O foco de uma boa estratégia de retenção de talentos trata-se de encontrar o equilíbrio entre o que o colaborador deseja e a importância do seu trabalho para a empresa e, principalmente, ser justo com o cargo, o setor e o cenário da região.

Para isso, é importante identificar as faixas salariais do mercado, revisar os salários periodicamente e considerar estabelecer uma política de aumento salarial em caso de bom desempenho ou aumento de seu nível de responsabilidade.

7. Forneça benefícios corporativos adicionais 

A concessão de benefícios trabalhistas, também chamados de salário emocional, refere-se a incentivos adicionais ao aspecto econômico, que são concedidos pela organização, a fim de tornar a jornada de trabalho mais agradável, melhorar sua qualidade de vida e a percepção de seu relacionamento com a empresa.

Os benefícios podem ir desde horários flexíveis, comemorações especiais, folgas, recompensas por objetivos, treinamentos e um ambiente de trabalho agradável. Ou seja, são pequenas ações que as empresas podem utilizar para recompensar seus colaboradores.

Da mesma forma que mencionamos no ponto anterior, a combinação exata entre um salário competitivo e uma boa estratégia salarial emocional pode reforçar o comprometimento e a retenção dos colaboradores.

8. Reconheça a importância da saúde física e mental 

Saúde é, segundo a OMS, uma condição de bem-estar completo que contempla aspectos sociais, mentais e físicos, e não apenas a ausência de condições ou doenças físicas. Nesse contexto, as empresas precisam considerar ações destinadas a garantir o bem-estar físico e mental de seus colaboradores.

9. Considere a possibilidade de implementar regimes de trabalho flexíveis 

Home office e horários flexíveis são dois dos benefícios mais procurados pelos candidatos e mais oferecidos pelas empresas em 2020, de acordo com o 7º estudo de busca de emprego na Internet no México pela MX Internet Association.

Por esta razão, e por todos os benefícios organizacionais e sociais destes regimes, é importante que as empresas considerem a possibilidade de implementar um dos tipos de regimes de trabalho flexível.

10. Crie e atualize canais de comunicação

Existem muitas razões pelas quais as estratégias de comunicação são benéficas para as empresas. No caso da retenção de talentos, trabalha para estreitar as relações entre os colaboradores, fornecer informações relevantes, evitar suposições, desorientação ou sensação de distanciamento.

Conclusão

Sabemos que nenhuma empresa tem 100% de retenção de talentos ou 0% de rotatividade de pessoal, entretanto, é fundamental que as empresas trabalhem em prol de ações que retenham o maior número possível de colaboradores.

Uma dica extra é investir em um HCM, também conhecido como Gerenciamento de Capital Humano, que realiza a digitalização dos processos de RH e possibilita um ganho de tempo para focar no que mais importa: as pessoas.

Confira 10 dicas práticas que vão te ajudar a reter talentos!